Feira: Acusado de vários crimes faz criança refém ao ser preso pela polícia e pede presença da imprensa; ‘precisava garantir minha vida

Aulas do Ensino Médio na rede pública estadual terão uma hora a mais por dia a partir de 2020
28 de junho de 2019
Tradicional São Pedro de Retirolândia começa hoje
28 de junho de 2019

Feira: Acusado de vários crimes faz criança refém ao ser preso pela polícia e pede presença da imprensa; ‘precisava garantir minha vida

Policiais da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) prenderam nesta quinta-feira (27), no bairro Caseb, em Feira de Santana, Darlan da Silva Conceição, 23 anos. Ele é apontado de ter praticado vários crimes na cidade como assaltos, homicídios e latrocínios e estava com mandado de prisão em aberto.

O acusado estava na casa de uma mulher, que ele informou ser comadre dele. No momento em que as equipes da polícia chegaram para efetuar a prisão, Darlan pegou uma criança de dois anos, (afilhado dele), e disse que não soltaria até chegar à delegacia.

Ao chegar na delegacia, Darlan solicitou a presença da imprensa para soltar a criança. Na presença dos repórteres, ele afirmou que estava com medo de ser morto pela polícia e que levou o afilhado para se proteger.

“Estão me acusando de coisas que não fiz. Tenho que guardar minha vida. Estava dentro de casa com a mãe dele conversando, os policiais chegaram e eu tive que pegar a criança de refém e trouxe até aqui. Exigi a presença da imprensa para liberar a criança, pois a imprensa estava vendo tudo e eu precisava garantir minha vida”, afirmou.

Darlan foi preso portando uma pistola ponto 40, de uso da polícia, e um revólver calibre 38. O delegado André Ribeiro, titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos, confirmou ao Acorda Cidade que Darlan da Silva Conceição é autor de vários roubos e latrocínios e que tem mandado de prisão em seu desfavor. Segundo o delegado, ele estava na casa da comadre escondido se recuperando de um tiro e não estava fazendo apenas uma visita. Além disso, de acordo com o delegado, Darlan pode responder por ter mantido uma criança refém.

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada para atender a criança de dois anos, que foi levada junto com uma tia para o Hospital Estadual da Criança (HEC) para passar por uma avaliação médica.

Fonte: vemvercidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Nosso WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: